Banner
Você está aqui: Página Inicial / Notícias Caxias da Paz / Programa Caxias da Paz encerra o ciclo de visitas deste ano com a vinda de uma pesquisadora da Universidade de Coimbra

Programa Caxias da Paz encerra o ciclo de visitas deste ano com a vinda de uma pesquisadora da Universidade de Coimbra

No ano de 2016 foram muitas as trocas realizadas sobre conhecimento prático e teórico entre o Programa Caxias da Paz e demais áreas e pessoas que possuem afinidade com a Justiça Restaurativa no cenário nacional e internacional. Recebemos pessoas do Estado do Rio Grande do Sul, de fora do Estado, e de outros países, nessa relação inclui-se: Santa Catarina, Paraná, Brasília, França, Coimbra, entre outros.

Nos dias 13 e 14 de dezembro, o Programa Caxias da Paz encerra o ciclo de visitas do ano com a vinda da pesquisadora da Universidade de Coimbra – Faculdade de Direito e Centro de Ciências Sociais, senhora Cristina Oliveira, a qual foca sua pesquisa de Doutorado nas áreas da Sociologia e do Direito, sobre “Direito, Justiça e Cidadania no Século XXI”.

A pesquisadora esteve presente no evento da II Semana Restaurativa de Caxias do Sul, que aconteceu na terceira semana do mês de novembro, onde teve a oportunidade de conversar com profissionais da equipe e conhecer um pouco mais do trabalho que o Programa desenvolve no município desde 2012. Agora retorna à cidade para concluir a coleta de dados.

O objetivo do estudo realizado é fazer uma análise comparada da JR e suas práticas aplicadas em Portugal, que já parte de um sistema em que as práticas são normatizadas por meio de uma lei institucional, ministerial, restritiva, mas não é uma política pública de Estado, pois não há tanta sensibilização, provocando pouca eficácia empírica, e no Brasil as práticas da JR acontecem inversamente, pois não há nenhuma lei nacional, porém há uma aplicação prática intensa que multiplica-se constantemente; então a importância em entender como os atores envolvidos desenvolvem as suas práticas nesses dois territórios, com as vantagens e desvantagens que os constituem.

Cristina expressa que “o Programa Caxias da Paz é um grande laboratório, Caxias do Sul está muito a frente, com muita informação, com muito desejo. É muito encantamento na rede envolvida, as pessoas são práticas, não estão somente nos teóricos. Caxias tem tudo para ser um piloto, mandar produções para fora do Brasil, porque está tudo muito articulado tendo como aliados a Universidade UCS, a Sociedade Civil, o Judiciário e a Secretaria de Segurança. É um povo muito rico de histórias, com muita vivência que eu não encontro em outros lugares”.

No ano de 2017 o Programa Caxias da Paz continuará recebendo visitas, e entusiasma-se com a proposta de receber visitas de entidades e instituições do próprio município para que possa propagar os benefícios desse novo modelo de justiça.