Banner
Você está aqui: Página Inicial / Notícias Caxias da Paz / Programa Caxias da Paz participa do Seminário Regional de Educação

Programa Caxias da Paz participa do Seminário Regional de Educação

Evento abordou aprendizagens potencializadas pela comunicação vão violenta

A 4ª Coordenadoria Regional de Educação (4ª CRE) promoveu, na última quinta-feira (23), o Seminário Regional de Educação 2015. O evento, voltado para diretores, coordenadores pedagógicos, professores, alunos e seus pais, teve como tema "aprendizagens potencializadas pela comunicação não violenta". O seminário ocorreu no Teatro da Universidade de Caxias do Sul. A convite da 4ª CRE, o Programa Municipal de Pacificação Restaurativa – Caxias da Paz, compôs a mesa temática desta edição, sendo representado por seu coordenador técnico, Paulo Moratelli.

Na ocasião, Moratelli apresentou o Núcleo de Justiça Restaurativa e as três Centrais da Paz - Infância e Juventude, Judicial e Comunitária. Ele também salientou que quase 40% dos casos atendidos pela Central da Paz da Infância e Juventude são oriundos de escolas estaduais. O coordenador ressaltou ainda a importância de fortalecer a parceria com a 4ª CRE, com o objetivo de ampliar a oferta das práticas de cultura de paz no âmbito das escolas estaduais.

Representando o Ministério Público de Caxias do Sul, a promotora Dra. Simone Martini destacou que as práticas restaurativas se constituem em um meio eficaz de resolução de conflitos por meio do diálogo. Ela reforçou que o modo de trabalho na resolução de conflitos escolares deve ser em rede, de forma integrada.

Participaram da mesa temática, a Primeira Dama do Estado, Maria Helena Sartori, representando o Gabinete de Políticas Sociais; Luciane Manfro, Gerente do Projeto CIPAVE/SEDUC/RS; Raquel Maffessoni, CIPAVE Caxias do Sul; Marivane Rosa, CIPAVE/4ª CRE; Nelnie Lorenzoni, representando a Secretaria de Educação do Estado; Paulo Perico, Coordenador Regional da 4ª CRE; Cel. Roberto Louzada, Secretário Municipal de Segurança e Proteção Social; e representantes da Brigada Militar e do Conselho Tutelar.

Foto: Douglas Barreto