Banner
Você está aqui: Página Inicial / Notícias Terre des hommes / Protagonismo juvenil ganha força com ação apoiada por Tdh Brasil em escola de Fortaleza

Protagonismo juvenil ganha força com ação apoiada por Tdh Brasil em escola de Fortaleza

O Grêmio Estudantil da EEFM Santo Amaro foi fundado com o objetivo de fortalecer a participação cidadã dos alunos no contexto escolar e comunitário, estimulando e fortalecendo o protagonismo juvenil, e promover a cultura de paz.

Aconteceu na tarde desta quarta-feira (18), na Escola de Ensino Fundamental e Médio Santo Amaro, na ocasião da assembleia dos estudantes, a posse dos membros do Grêmio Estudantil, composto por alunos do Ensino Fundamental e Médio que estudam na escola nos turnos da manhã, tarde e noite. Participaram da solenidade os alunos, professores e integrantes da Diretoria da escola. Até a posse, o Instituto Terre des hommes Brasil realizou várias atividades junto aos alunos através de oficinas de sensibilização sobre liderança, protagonismo juvenil e apoio nas reuniões para a fundação do grêmio na escola junto aos alunos do núcleo gestor e professores.

Composto por 10 alunos, o Grêmio Estudantil da EEFM Santo Amaro foi fundado em outubro de 2016 com o objetivo de fortalecer a participação cidadã dos alunos no contexto escolar e comunitário, estimulando e fortalecendo o protagonismo juvenil, e promover a cultura de paz. A partir de agora, Tdh Brasil realizará conjuntamente com a Diretoria do grêmio, núcleo gestor, professores e alunos um planejamento de ações a serem desenvolvidas no contexto escolar para o ano de 2017. A atividade social é co-financiada pela União Europeia.

Expectativa dos alunos

Para a estudante Raquel dos Santos Guimarães, diretora de comunicação do grêmio, o Grêmio Estudantil fará uma ligação dos alunos com a gestão escolar, na tentativa de buscar melhorias para os estudantes. “Nós temos uma expectativa de que o nosso trabalho tenha retorno, que nós façamos as coisas de modo que dê certo, que seja para valer, porque nós não estamos aqui de brincadeira. Nós queremos realmente fazer um bom trabalho para a escola, e queremos muito que o nosso propósito também dê certo”, afirmou Raquel. Já a aluna do 1º ano do Ensino Médio Francisca Aline Silva Dias tem a expectativa de que a escola melhore, que o grêmio seja a “voz dos alunos”, e que essa voz seja ouvida pela gestão da escola. Ela espera que a escola invista em mais salas de aula e laboratórios de disciplinas específica, para complementar o ensino dado em sala de aula.