Banner
justiça
segurança
assistência
educação e saúde
sociedade civil
Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Programa Voluntários da Paz conclui a formação da última turma no mês de novembro

Programa Voluntários da Paz conclui a formação da última turma no mês de novembro

O Projeto de Formação Voluntários da Paz, inspirado pelo Programa Municipal de Pacificação Restaurativa - Caxias da Paz, composto em conjunto com a Universidade de Caxias do Sul (UCS), Fundação Caxias e o Poder Judiciário por meio do Centro de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC) da Comarca de Caxias do Sul; o qual teve início em fevereiro desse ano, conclui a capacitação da Turma 40 nessa quarta-feira, 30 de novembro. O curso que foi ofertado durante 10 meses de forma gratuita, habilitou 712 pessoas das mais variadas áreas de atuação como Facilitadores para aplicarem a metodologia dos Círculos de Construção de Paz em situações não-conflitivas, tendo como base os conceitos da Justiça Restaurativa. Todos que realizaram o curso receberam o certificado da UCS.

As formações vivenciais, muito mais do que teóricas, tinham como objetivos prevenir a violência e a construção de vínculos familiares, escolares, entre equipes de trabalho e comunitários. Todos que realizaram a formação integram-se ao Programa Caxias da Paz como Voluntários da Paz, fortalecendo assim, à Rede de Pacificação Restaurativa do município.

Segundo a Instrutora do curso do nível básico, Katiane Boschetti da Silveira, expressa que “a incrível diversidade de pessoas que participou do Programa, possibilitou a certeza de que o Círculo é um espaço de humanidade, pois não importava de onde as pessoas vinham ou quem elas eram, durante a formação havia apenas a conexão com o outro ser humano que estava ali na nossa frente, e isso é grandioso. Por isso a importância em fortalecer e criar um grupo alinhado e coeso das pessoas que permanecerão próximas ao Programa no ano de 2017”.

Para o Instrutor do nível avançado – que qualifica os participantes para atuarem em situações conflitivas - Paulo Moratelli, que habilitou 40 pessoas que já possuíam a formação básica, sem mensurar demais formações realizadas pelo mesmo por meio do Programa em outras instituições, analisa que “a dimensão social abrangida pelas formações é muito ampla, inicialmente no aprimoramento das relações, e um segundo ponto a ser destacado é educação e valores, pois oportuniza desenvolver um sentimento de empatia e de empoderamento como cidadão. Na formação avançada trabalhando em situações conflitivas, há a possibilidade de inibir pequenos ou grandes conflitos e ou crimes mais graves, percebendo a importância do aperfeiçoamento das práticas de cada voluntário e o acompanhamento e orientação ao mesmo por intermédio dos facilitadores mais experientes e das Centrais de Paz. Salientando que as mudanças efetivas que as capacitações proporcionam é de empoderamento individual e coletivo, respeito e compreensão mútuos, sensibilização à Cultura de Paz, prevenção e resolução de conflitos”.

O Programa Voluntários da Paz teve apoio técnico do Programa Justiça Restaurativa para o Século 21 do Tribunal de Justiça do RS, e da Fundação Terre des Hommes, entidade internacional sediada em Lausanne, na Suíça; podendo ser viabilizado mediante os recursos do fundo de penas alternativas da Vara de Execuções Criminais de Caxias do Sul e da Prefeitura de Caxias.

O município passa a contar com o apoio dos Voluntários da Paz para a prevenção da violência, fortalecimento de vínculos com uma metodologia eficiente e eficaz, que prioriza o diálogo, a empatia e o reconhecimento do outro apenas como um ser humano, despido de julgamentos. A formatura das turmas 20 a 40 dos Voluntários da Paz está prevista para acontecer em março de 2017.

 

Ana Ribas

Márcia Regina Soares Pereira
Márcia Regina Soares Pereira disse:
07/12/2016 13:43

Belíssimo programa e sinto uma honra imensa em ter participado de momentos únicos e tão marcantes. Parabéns Caxias da paz!